O mundo se globaliza, se moderniza, mas a mentalidade das pessoas continua a mesma e os problemas enfrentados há 100 anos atrás continuam existindo.
No Brasil após abolição, vários imigrantes foram recrutados na Europa e na Ásia para trabalhar nas cullturas de café e posteriormente na construções das ferrovias que cortariam a Amazonia na época da borracha.
Esses imigrantes iam com sonhos e esperanças, levando toda a família, para viver por algum tempo e depois voltar para sua terra natal.Iam desconhecendo o que iriam encontrar, em termos de clima, culinária, lingua, etc. Veio a guerra e foram desprezados, discriminados e isolados.
Levou anos pra se adaptarem a nova terra, mas hoje são verdadeiramente brasileiros de corpo e alma. Apesar de passados 100 anos, viemos para o Japão sem saber nada sobre esse país, apesar de toda a estrutura de comunicação de temos hoje. Chegamos sem saber os costumes, a língua e sem uma estrutura psicológica pra enfrentar os problemas que com certeza aparecem no decorrer do tempo.
Mas os nossos antepassados iam ao Brasil com um espírito de solidariedade que infelizmente não encontramos na nossa comunidade aqui no Japão.
Quando se fala em divertimento, em sair pra Baladas, pra enfrentar e chocar os japoneses, a maioria dos brasileiros se unem, mas quando se fala em trabalhar em idéias pra melhorar nossas condições de vida no Japão o mesmo não ocorre.
É mais fácil culpar o governo japonês por não ter criado estruturas para receber o grande número de brasileiros que vieram, mas não se admite que nós não temos feito muita coisa em prol de nossa imagem dentro do Japão.
Muitos preferem não pagar os impostos, trocar de cidade sem quitar suas dividas, sair dos empregos sem deixar a porta aberta para um possível retorno… Mas na hora de dizer que “tem direitos”, gostam de dizer que é o Japão que não lhe dá o que é de direito.
A maioria não sabe que ser cidadão implica em direitos e deveres. Querem ter um sistema de saúde decente, mas só pensam nisso quando estão doentes, mas quando estão sãos não pensam em pagar seus seguros de saúde.
Querem ter lugar dentro da sociedade japonesa, mas não se esforçam em aprender a língua.
“NÃO TENHO TEMPO”, ” NAÕ TENHO DINHEIRO”, normalmente são as desculpas dadas, mas para ir pras baladas, pros churrascos, equipar todo o carro etc, existe tempo e dinheiro.
Nas prefeituras existem cursos ministrados por voluntários, normalmente totalmente de graça.
Não se preocupam em aprender o básico, como a seleção de lixo, as regras de participação nas escolas dos filhos, dos predios onde moram.
E ao mesmo tempo que não se atualizam na comunidade japonesa, também não se atualizam na brasileira, não acompanham as mudanças do nosso País, não estudam nossa própria língua, nossa própria cultura, então ficam totalmente fora da realidade dos dois países.
Aqui, como no resto do mundo, as oportunidades de trabalho estão escasseando.
Estamos ompletando 20 anos da promulgação da lei de Imigração, que possibilitou nosso direito de visto.Muitos aproveitaram esses anos e se aprimoraram na língua, na sociedade japonesa e puderam sair das fábricas e adquirir um trabalho melhor.
Mas a grande maioria permanecer acomodada no seu trabalho de “peão” achando que ele ia continuar por muitos e muitoa anos… agora, com a vinda dos outros dekasseguis asiáticos, estamos perdendo nosso espaço, nossos empregos, nossas oportunidades dentro deste país.
E o pior, vamos descobrir que estamos fora de condições de trabalho no Brasil e em outros lugares do mundo.
Aqueles que se especializaram, aproveitaram esse tempo pra aprender japonês, melhoraram seu português e muitos também aprenderem um pouco de inglês, espanhol e outras línguas, tem condições de viver em outros lugares do mundo, dependendo de como ficar a economia mundial.
E a maioria, o que vai fazer???
Isso também vale para os empresários que se preocuparam única e exclusivamente a tirar proveito da comunidade brasileira, ganhar muito dinheiro às custas do trabalhador sem se preocupar em ajudar a sociedade brasileira em melhorar suas condições de vida aqui.
Com os brasileiros sem dinheiro para comprar, onde vai vender seus produtos??
Ainda temos tempo de recuperar o tempo perdido. O brasileiro é um povo batalhador, inteligente, que tem condições de resolver esses problemas, desde que não se acomode e tome consciencia que CHEGOU A HORA DE AGIR!!!!!!!