Peço desculpas aos leitores, mas estou postando com um grande atraso, depois de passado o Natal e o Ano Novo, mas realmente meu coração não estava muito animado em escrever, e ainda continua meio dark, por isso não sei se meus amigos vão gostar muito do que vão ler, porque talvez meus comentários venham a chocar alguns, pelo tom lúgubre que vou dar a esse texto, quem me conhece sabe que não é do meu feitio, mas as últimas noticias que correram o mundo esses dias não me deixa muita opção. Um novo ano se inicia e os mesmos votos, repetidos tantas e tantas vezes, tantas promessas, pedidos feitos nos altares, nos mares, nas montanhas, nos cultos, nas missas, nas igrejas etc etc etc…. e novamente começamos outro ano com anuncios de crises, crimes, desastres naturais e causados pelo ser humano, e tantos mortos em guerras insensatas, que usam vestimentas de religiosas, culturais e racistas, mas nada mais são do que pessoas em busca de poder e que usam dons como a oratória para  convencer outros totalmente ignorantes do seu próprio poder de decisão a acompanhá-los! Vemos tantos desperdiçando fartas refeições e gastando tanto em festas regadas a bebidas, enquanto tantos outros passam fome e muitas vezes não têm um abrigo para passar a noite. Quantos de nós reclama que não pode comprar uma roupa de griffe, enquanto tantos outros choram porque não podem comprar um medicamento para aliviar a dor e o sofrimento de um ente querido!

Gosto de festas, sempre estou cantando, dançando, mas quem me conhece sabe que não sou de desperdiçar dinheiro em futilidades, apesar que procuro estar sempre bem vestida e arrumada, mas não compro roupas de griffe e algumas peças que possuem já têm mais de dez anos ( e muitas pessoas acham que são novas!).Não preciso de muito pra me vestir bem ou andar na  moda.

Já passei por muitas dificuldades, mas nunca deixei de auxiliar quem estava muitas vezes em pior situação que eu, mesmo no leito do hospital, sempre alegrava as outras pacientes que comigo estavam e muitas diziam que superavam as dores e as tristezas porque eu as alegrava e isso me fazia  e me faz muito feliz!

Vejo muitos dizerem que as coisas estão dificeis, a crise está grande, mas só se preocupam com a própria necessidade, sem ver que muitas vezes não tem do que reclamar, comparando com o vizinho que perdeu a casa, o emprego e nem tem o que comer.

Nesse início de Ano, não vou desejar um Feliz Ano Novo a todos, mas que sim que seja o início de uma nova era de luz para o humanidade, porque estamos mergulhados na Idade da Escuridão do Novo Millenium, tal qual a Idade Média do passado, onde só impera a agressividade e a ganância.

Estamos acabando como nosso planeta, estamos acabando com a nossa própria espécie, numa luta onde se procura o poder, mas é necessário lembrar que o poder não é nada se não houver o que dominar, e se continuarmos assim, infelizmente, realmente não vai haver mais.

Eu só peço realmente a graça de ver o meu mundo realmente em paz, a natureza se recuperando, a alegria voltando, as crianças voltando a ser crianças e os adultos realmente se comportando como adultos, como seres civilizados e acima de tudo como irmãos!