getattachmentvei1

Emocionante! É o mínimo que posso falar sobre o documentário “Um Senhor Vindo do Brasil” (burajiru Lita Ojiisan – título em Japonês), feito por uma japonesa ( Nanako Kurihara), este documentário  foi filmado acompanhando um senhor de 92 anos em seu dia a dia no Brasil e no Japão, onde retorna todos os anos, apesar de sua avançada idade, somente para saber de como os seus parentes e amigos que trabalham como dekasseguis estão vivendo aqui, e fazendo uma comparação na  vida  dos dois mundos através da sua própria vivencia e expectativas. Um japonês que foi para o Brasil sozinho, através do Rikkokai ( fundação para educação de jovens) e que faz uma narrativa bem realista de tudo que pensa e viveu, uma narrativa cheia de lições para japoneses e brasileiros, principalmente para os jovens.

Me emocionou mais os trechos onde vi muitas das minhas próprias idéias refletidas.

” Disseram que em 3 ou 5 anos ficariamos ricos… tudo mentira!”

” Me disseram que indo pro Brasil eu estava servindo ao Japão como um fiel Súdito e onde quer que vivessemos seríamos sempre  honrados como Súditos do Império.  E hoje nossos filhos e netos são simples “nikkeys”! ”

“Muitas crianças não qurem estudar por causa dos ijimes e outros motivos, acabam se tornando marginais e o que poucos fazem de errado recai sobre todos os estrangeiros”

” As crianças não estão se tornando nem brasileiros e nem japoneses, não conseguem viver em lugar nenhum”

Nesse documentário inclusive, muita coisa que até podem ser consideradas meio tabus entre os japoneses são citadas, assim como a produtora também em palestra antes da exibição do filme, faz questão de comentar sobre a atual situação dos brasileiros no Japão em meio a essa crise e pede a todos que vejam a necessidade de ajudar a quem esteja em necessidade.

A JICA de Yokohama  inclusive está recolhendo doações em dinheiro dos japoneses para posteriormente doar pra alguma entidade a ser escolhida, em prol dos dekasseguis que estão necessitando.

E ainda tem brasileiros que diz que todos os japoneses são preconceituosos… será que o contrário não seria mais verdadeiro???

getattachment

Após a emocionante história do documentário tentei chegar a tempo em Shimbashi para assistir a apresentação do documentário sobre o meu amigo Beto do Tensais MC´S, mas infelizmente peguei só o finalzinho, pois acabei ficando um pouco mais na JICA conversando com um casal de japoneses que já estiveram no Brasil e estavam muito interessados na situação dos brasileiros aqui no Japão e depois ainda errei o caminho …rs. Coisas que acontecem, mas ainda deu tempo de assistir o final e cumprimentar os universitários que montaram o documentário, com muito trabalho depois de 8 meses aompanhando o Beto dia e noite, nas alegrias e nas tristezas  e depois ainda tendo que montar a edição, a gente só tem que parabenizar a todos pelo trabalho e claro, o Beto por expor sua vida assim, tão abertamente como nenhum outro faria ( com certeza o povo cobraria pra fazer isso, o que o Beto não fez) e agora aguardar o DVD pra poder assistir inteiro né?

Os universitários responsáveis pela filmagem e Edição

Os universitários responsáveis pela filmagem e Ediçã

 
Nanako Kurihara - diretora e Kazuyo Yasuda - distribuidora e produtora

Nanako Kurihara - diretora e Kazuyo Yasuda - distribuidora e produtora